top of page
  • Foto do escritorJuliana Marona

Mais estados querem aderir à proibição de aditivos nos Estados Unidos.


O debate sobre a proibição de aditivos alimentares está aquecido nos Estados Unidos, com a Califórnia juntando-se a outros estados na proibição de aditivos como o corante vermelho nº 3, bromato de potássio, óleo vegetal bromado e propilparabeno, considerados prejudiciais à saúde. Grupos de defesa e ONGs têm incentivado estados como Illinois, Nova Iorque e Pensilvânia a aderirem a essas proibições. No entanto, a National Confectionery Association (NCA) defende a conformidade com os regulamentos da Food and Drug Administration (FDA), argumentando que as proibições estaduais carecem de base científica. Enquanto alguns estados como Indiana, Maryland, Dakota do Sul, Washington e Virgínia Ocidental rejeitaram propostas semelhantes, o Kentucky aprovou uma resolução reconhecendo a importância de decisões baseadas em fatos para a segurança alimentar. O setor de confeitaria está preocupado com o potencial mosaico de regulamentações estaduais sobre aditivos, o que poderia confundir o mercado. A NCA enfatiza a importância da regulamentação alimentar nacional baseada na ciência e alerta para o risco de aumentar a desconfiança na indústria alimentar. Apesar disso, o setor permanece resiliente, pronto para inovar sob qualquer quadro regulatório estabelecido pelas autoridades.


Fonte: Site The Food Tech

0 visualização0 comentário

Opmerkingen


bottom of page